quarta-feira, 2 de agosto de 2017

FELICIDADE QUE JUSTIFICA A EXISTÊNCIA


Cada vez que amanhece, os passarinhos,
sob o brilho do sol, saem de seus ninhos,
à procura de alimento, calor e inspiração
para cantar e voar, explorando a imensidão.
Os rios descem as montanhas, rumo ao mar.
As árvores anseiam pela luz, para respirar.
Tudo na natureza busca aquilo que é seu fim.
Por isso, pensar em você é tão vital pra mim.
Não sou diferente de nenhum outro ser.
Se te levo sempre comigo, é para atender
a mais bela, essencial e doce exigência:
sentir a felicidade que justifica a existência.
Sua presença em minha alma me enriquece.
Você é a graça que meu coração não esquece.
Eu caminhar pelo mundo, sem esse amor,
seria como uma abelha viver longe da flor.

www.facebook.com/quatroletrasflaviacamargo

domingo, 23 de julho de 2017

RENASCER (CURITIBA)

Quem leu o meu livro sabe que "gratidão" e "sabedoria" têm uma grande importância! Foram as duas palavras que escolhi para decorar o quarto do Igor e guiariam a educação que eu pretendia dar a ele. Muita emoção experimentei quando encontrei estas mesmas palavras inspirando o grupo Renascer - Apoio à Perda Gestacional e Neonatal, criado por cinco mulheres que também perderam seus bebês em Curitiba, após lerem o Quatro Letras - Flavia Camargo e outras obras semelhantes. Só o amor para preencher de forma tão doce as nossas vidas!!!

www.facebook.com/quatroletrasflaviacamargo

terça-feira, 18 de julho de 2017

RPL (REVISTA PORTUGUESA SOBRE O LUTO) - EDIÇÃO 4

Participei novamente da 4a edição da RPL - Revista Portuguesa Sobre o Luto, da querida Clarisse Queirós - Socióloga / Conselheira do Luto, que teve como tema "A Dor no Luto". Grata por essa oportunidade!

https://view.joomag.com/rpl-revista-portuguesa-sobre-o-luto-4/0701626001498927113
https://view.joomag.com/rpl-revista-portuguesa-sobre-o-luto-4/0701626001498927113

https://view.joomag.com/rpl-revista-portuguesa-sobre-o-luto-4/0701626001498927113

sexta-feira, 7 de julho de 2017

30 MESES

Você não me deixou alternativa,
a não ser ver o coração transbordar.
E agora, enquanto eu estiver viva,
carregarei a vontade de te abraçar.
Sempre penso no que posso fazer
para a distância não me impedir
de aproveitar o privilégio que é ver
seus olhos fazerem o sol se abrir!
É um desafio você longe de mim,
mas em pensamento estamos unidos.
Você não me toca e mesmo assim
me ilumina em todos os sentidos.
Gosto dessa emoção que me envolve,
seja lá a dificuldade que houver.
Com sua lembrança tudo se dissolve.
Só quero te amar como eu puder.
Flavia Camargo

www.facebook.com/quatroletrasflaviacamargo

quarta-feira, 5 de julho de 2017

A MÁGICA DE SER MÃE

Querido filho,
Quanto mais o tempo passa, percebo a singularidade do sentimento materno na minha vida. Como mãe, experimento emoções que jamais conheceria de outra forma. A sua existência abriu para mim um caminho encantador, que não canso de percorrer e só desperta a vontade de continuar nele.
No dia que você nasceu, espantei-me comigo mesma, pela reação que tive com a sua chegada, e que expressava a manifestação de uma nova pessoa na qual eu havia me transformado. A necessidade de te levar imediatamente para a UTI, assim que você saiu do meu ventre, fez com que seu pai me deixasse para poder te acompanhar. Naquele mesmo instante em que os médicos tinham que correr para te ajudar, eu também precisei ser submetida a cuidados especiais, para ser salva.
Foi o momento em que mais estive em perigo e, portanto, seria a hora em que mais importante se configurava a presença de uma pessoa querida ao meu lado para me fornecer amparo. Entretanto, a mágica de ser mãe se revelou no exato segundo em que ver seu pai se despedir de mim representou a melhor mensagem que ele poderia ter dado ao meu coração.
Antes de ter um filho, nunca imaginei que ficar sozinha, no estado mais grave de saúde pelo qual já passei, e ver alguém tão próximo escolher estar com outra pessoa do que comigo, seria o motivo do meu maior alívio, conforto e felicidade.
Mas isso foi só o começo de toda uma mudança que você trouxe para o meu mundo. Aprender a renunciar, em nome do bem alheio, sentindo verdadeiramente que esse bem passa a ser próprio quando se concretiza no proveito de quem amamos, é um presente que eu sou grata por ter ganhado e que agora posso multiplicar, aplicando-o em cada episódio no qual as circunstâncias me pedem.
A maternidade me enriqueceu e você é o meu grande professor!
Com carinho e gratidão eternos da sua mãe,
Flavia Camargo.

www.facebook.com/quatroletrasflaviacamargo


sábado, 24 de junho de 2017

LANÇAMENTO DO LIVRO "ELE SE FOI, E AGORA?"

Lançamento do livro Ele se foi, e agora? da Patricia Bellas. "Fique com as boas lembranças do que viveram juntos, mesmo antes de seu nascimento. A principal tarefa pode ter sido mudar a sua vida. Você jamais será a mesma. E, em sua memória, pode evoluir". Parabéns pela mensagem propagada nesta obra cheia de amor! Que ela se espalhe e floresça em muitos corações.

www.facebook.com/quatroletrasflaviacamargo